http://www.afilsf.com/affiliates/jrox.php?uid=mrubia_1 tudestética

tudesttetica

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Sim, o abdômen retinho pode ser conquistado na cozinha. Você só precisa fazer as escolhas certas


Se você incluir no cardápio os alimentos antibarriga, não vai sobrar pneu para contar história. Sim, esses alimentos existem e, para a nossa sorte, podem ser encontrados com facilidade. Aqui, nós revelamos quais são os aliados:
1. Iogurte grego
Além de ser boa fonte de proteína – contribui para o fortalecimento muscular -, o alimento também é rico em cálcio e probióticos, que também ajudam a desenhar o tanquinho. Segundo uma pesquisa publicada no European Journal of Clinical Nutrition, os voluntários que consumiram leite enriquecido com probióticos eliminaram mais gordura da região abdominal. 
2. Whey Protein
Ele é muito consumido por quem malha e quer deixar o corpo mais durinho e bem desenhado. Mas, por ser um alimento com o poder de saciar e adiar a sensação de fome, o pó extraído do soro do leite também ganhou espaço nas dietas de emagrecimento. Tem ainda a vantagem de estimular o metabolismo, acelerando a queima de calorias e evitar que, junto com a gordura, você perca massa magra.
3. Alimentos integrais
Ricos em fibras, eles viram uma espécie de gel quando entram em contato com um líquido e acabam ocupando mais espaço no estômago. Resultado: você fica satisfeita com menos comida. Um estudo da Universidade do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, mostrou que os participantes que consumiram alimentos integrais por 12 semanas perderam mais gordura do que o grupo que evitou os grãos completamente.
4. Aspargo
A planta contém boas doses de prebiótico – fibras que passam intactas na digestão e servem de alimento para as bactérias benéficas (oi, probióticos!). Além disso, a planta é rica em substâncias antioxidantes e age como um diurético.
5. Amêndoas
A família das castanhas é muito rica em nutrientes. Na lista de seus componentes benéficos entram fibras, proteína, cálcio, ferro, potássio, zinco, selênio, vitamina E, ácido fólico, entre outros. De acordo com um estudo publicado no Journal of the American Heart Association, comer 30 a 35 amêndoas por dia ajuda a perder gordura abdominal. Isso acontece porque as castanhas contêm mais fibras do que a maioria das oleaginosas.
6. Chá-verde
Presente em quase todas as dietas de emagrecimento, essa erva extraída da Camellia sinensis dispensa apresentação. Mas vale lembrar: os polifenóis (destaque para as catequinas – componentes com alto poder antioxidante) dão a ela o mesmo efeito da pimenta dedo-de-moça, ou seja, aumentar a oxidação das gorduras abdominais. Já a cafeína, outra substância em grande quantidade no chá-verde, acelera o metabolismo e, como consequência, manda embora mais gordurinhas inimigas. Dose ideal: 2 ou 3 xícaras por dia.

Fonte/boaforma.abril.com.br

domingo, 24 de abril de 2016

Antiestresse, energético, pós-treino:

Antiestresse, energético, pós-treino:

que os sucos podem fazer por você

Vegetais e frutas são ricos em nutrientes e quando consumidos em forma de suco funcionam como uma corrente de energia que beneficia o organismo

Nutritivos, hidratantes, energéticos e funcionais, os sucos naturais são ótimos aliados da saúde. Independentemente das razões pelas quais você vai consumi-los, são sempre uma boa fonte de nutrientes. Além disso, também podem servir como hidratantes, já que repõem um pouco da água que perdemos.

Segundo os nutricionistas , para garantir a ingestão adequada de vitaminas e minerais o ideal é que uma pessoa consuma pelo menos cinco porções diárias de frutas, verduras e legumes. Mas a correria do dia a dia nem sempre permite que a quantidade necessária seja ingerida. O fato de muito vegetais passarem pelo processo de cozimento também prejudica a absorção desses nutrientes. Ao serem expostos ao calor, muitos alimentos perdem micronutrientes importantes. E é aí que os sucos entram como uma opção vantajosa. Embora não sejam indicados como uma substituição para as refeições, podem repor muitos dos nutrientes que você deixou de consumir durante o dia, além de adicionar outros componentes extras para o bom funcionamento do corpo e prevenção de doenças.

- Os sucos são aliados porque algumas pessoas não gostam ou tem dificuldades para ingerir diariamente verduras e legumes.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Combata as estrias sem dar atenção aos mitos




Com foco nas verdadeiras causas você garante a pele lisinha


Roupa apertada, pele desidratada e refrigerante são os maiores acusados pelo aparecimento das estrias. Mas, ao contrário do que muita gente acredita, eles interferem muito pouco (ou quase nada) na aparição das marcas que assombram muitas mulheres.

Coxas, bumbum, barriga e seios são os principais alvos das estrias que, em pouco tempo, parecem se multiplicar pelo resto do corpo. O pior é que os cremes e tratamentos que prometem acabar de vez com elas, na maioria das vezes, não surtem efeitos satisfatórios.


As estrias aparecem quando engordamos ou crescemos.  Se você esticar um elástico além de seu limite máximo, ele se rompe. É exatamente o que ocorre com as fibras elásticas da pele. O crescimento é maior do que a pele pode suportar, surgindo as listras.

Estrias são cicatrizes da pele:  A estria nada mais é do que a ruptura de fibras elásticas, o que leva a uma cicatriz atrófica (sem a costura feita a partir de pontos).

Estrias escuras são mais fáceis de tratar:  Estrias escuras são cicatrizes que ainda não estão totalmente formadas (as fibras romperam e o vermelho indica que há sangue circulando fora dos vasos). Mas, é importante procurar um tratamento assim que elas apareçam, caso contrário, a dificuldade será a mesma.


Peeling ajuda a suavizar as estrias:  Os peelings químicos possuem uma formulação que provoca uma leve esfoliação na pele. Essa ação estimula a microcirculação da região afetada e forma novas fibras de colágeno, que ajudam a suavizar as marcas já existentes. 

Uma alimentação balanceada ajuda no combate as estrias:  Uma alimentação saudável é sinal de corpo em forma e o principal responsável pelo aparecimento das estrias é o ganho acelerado de peso.

Grávidas têm mais chance de formar estrias:  Como a pele estica muito, principalmente na região dos seios e barriga, é possível que aconteça uma ruptura das fibras. O ideal é usar cremes de prevenção e não engordar além do limites da gravidez.

Fonte/minhavida.com.br

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Como curar um esporão com remédios caseiros




Um esporão é "uma calcificação no calcanhar que pode ocasionar dor", tal como afirma o Wikipedia. As causas mais comuns do aparecimento de esporões são as más posturas do pé, bem como o uso de calçado pouco adequado. Este problema ósseo costuma ser acompanhado de fascite plantar, que é o que gera dor nas pessoas que a têm, especialmente ao caminhar, e é necessário visitar um médico para tratar o esporão. Ainda assim, para tentar reduzir a dor, em umComo.com.br explicamos-lhe como curar um esporão com remédios caseiros.

Instruções


  1. Caso acredite que lhe apareceu um esporão no pé, a primeira coisa a fazer será visitar um médico ou um especialista para que o examine e confirme o diagnóstico sobre como remover um esporão.
  2. Um dos tratamentos mais comuns dos esporões é o uso de palmilhas ortopédicas, que ajudam a diminuir a dor e a corrigir a calcificação óssea.
    Imagem: pesperfeitos.com
  3. Ainda assim, será muito importante que reduza as atividades que supõem um esforço extra do pé e pressão no calcanhar, e consequentemente, no esporão.
  4. Para reduzir a inflamação e a dor, pode colocar gelo no esporão. Mas nunca o deverá fazer diretamente sobre a pele, deve cobrir a bolsa de gelo com um pano ou gaze antes de a aplicar sobre a zona afetada.
    Imagem: bigelo.com.br
  5. Fazer alongamentos também ajudará no tratamento do esporão, para assim reduzir e eliminar a dor.
    Imagem: escolaburlesca.blogspot.com

  1. Outra boa opção para tratar os esporões são astalas noturnas para alongar a fáscia, com as quais pode manter o pé estendido
    Imagem: fisioterapiaparatodos.com


Fonte/saude.umcomo.com.br


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Como prevenir as estrias



Como prevenir as estrias?
As estrias são cicatrizes causadas pela ruptura das fibras elásticas e de colágeno. Estas fibras estão localizadas na camada mais profunda da pele. A estria inicia-se com um processo inflamatório, por isso surgem as linhas vermelhas. O organismo passa a produzir um colágeno mais espesso e a marca fica semelhante a uma cicatriz com coloração perolada: a melanina, pigmento que dá cor à pele, desaparece.
As estrias são lesões lineares, geralmente paralelas, que podem variar de um a vários centímetros de extensão. Inicialmente as lesões são avermelhadas ou róseas, evoluindo mais tarde para uma tonalidade esbranquiçada. Em pessoas de pele morena, as estrias podem ser mais escuras que a pele sadia. A pele na área afetada tem consistência frouxa. Algumas pessoas desenvolvem estrias mesmo com pouca distensão da pele; outras não desenvolvem estrias nem mesmo na gravidez — quando a distensão da pele é muito grande.

Alguns fatores que contribuem para o surgimento das estrias:

  • Alterações do peso: emagrecer ou engordar de forma rápida e excessiva pode provocar o esticamento da pele.
  • Problemas hormonais: o aumento da produção de estrógeno e progesterona podem fragilizar as fibras de colágeno e elastina, tornando mais fácil de serem rompidas.
  • Genética: a elasticidade e a resistência da pele dependem das características hereditárias.
  • Gravidez: se não houver controle de peso, a pele pode estriar.

Prevenção

  • Manter o corpo bem hidratado sempre.
  • Beber em média 2 litros de água diariamente.
  • Fazer hidratação da pele com cremes e loções hidratantes. Esses cremes devem ser ricos em emolientes à base de colágeno, elastina, lipossomas, uréia e óleos vegetais. A melhor lubrificação melhora a resistência da pele contra a ruptura das fibras.
  • Praticar exercícios físicos regularmente.
  • Evitar a ingestão em excesso de doces e gorduras.
  • Alimentar-se bem, ingerindo quantidades adequadas de frutas e vegetais frescos. A vitamina C presente nesses alimentos é um importante antioxidante e ajuda na formação das proteínas da pele.

Tratamento

Como prevenir as estrias?
A maioria dos tratamentos visa à renovação da pele e ao aumento da produção de colágeno. O resultado é melhor em estrias recentes. A esfoliação serve para fazer a descamação da pele superficial, promovendo o crescimento de uma nova pele. Outra forma de fazer a esfoliação é através de um aparelho que tem a função de lixar a pele com uma ponta de cristal ou diamante. Ocorre a descamação da pele que recobre a estria, estimulando sua regeneração. Uma grande vantagem dessa técnica é que ela estimula também a produção da elastina, que é responsável pela firmeza e elasticidade da pele.
O resultado da esfoliação é o aumento do estímulo para formação de colágeno e elastina, melhorando a qualidade da pele. Existem várias técnicas eficientes contra as estrias, e a maioria dos médicos recomenda a utilização de pelo menos duas delas em combinação, pois assim os resultados são superiores aos conseguidos com técnicas isoladas. Uma exceção é em alguns casos de estrias recentes, quando o uso de apenas uma técnica pode ser eficaz.
Além da esfoliação, outra forma de tratamento é a injeção de substâncias que estimulam a formação de uma nova pele — como o ácido glicólico, a vitamina C e outras. A injeção é feita ao longo de toda a estria, com agulhas finíssimas, melhorando a circulação local e a produção de proteínas da pele. Consegue-se com isso a redução da altura e da espessura das estrias. São necessárias várias sessões, e a aplicação pode ser dolorosa. Assim como nos casos anteriores, a exposição ao sol deve ser evitada.
A aplicação do laser também leva à redução dos vasos sanguíneos nas estrias, reduzindo sua coloração arroxeada ou rósea. Ela leva também ao aumento das proteínas na pele. São feitas várias sessões, com intervalo de 15 dias. Consegue-se assim atenuar bem a aparência da estria.

Fonte/belezaesaude.com

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Dietas perigosas



À procura do corpo perfeito, algumas pessoas recorrem a dietas arriscadas que podem comprometer a saúde do organismo
A cada ano que passa a preocupação com a estética e beleza vem se tornando mais importante na vida social. Devido a isso, a realização de dietas para emagrecer ou apenas "perder alguns quilinhos" também tem aumentado consideravelmente. E são as mais variadas formas de emagrecimento, incluindo algumas consideradas malucas e perigosas.
Quando questionada sobre porque as pessoas fazem dietas malucas, a nutricionista Cristiane Spricigo de Lima explica que "infelizmente, as pessoas querem resultados da noite para o dia e se esquecem que levaram meses, anos, para adquirir aquele peso. Muitas não tem paciência para um emagrecimento lento e efetivo e se aventuram em dietas que prometem resultados rápidos e que são transitórios, já que acabam deixando o metabolismo lento, e por consequência o peso perdido vai sendo recuperado".
Cristiane explica que a reeducação alimentar ainda é uma das dietas mais utilizadas, pois é uma dieta equilibrada nutricionalmente e traz resultados duradouros. "Mas ultimamente as dietas que vem se destacando são a Dukan, dieta da USP, da sopa, do tipo sanguíneo, dieta sem glúten, dieta dos sucos."
Segundo a nutricionista, independente de qual seja, a realização de dietas sem a orientação de um profissional é sempre arriscado porque a pessoa pode estar se privando de nutrientes importantes para a manutenção do equilíbrio do organismo. "Restringir determinado grupo de alimentos como a Dukan, onde há restrição de carboidratos ou fazer restrições calóricas muito severas como a HCG podem trazer prejuízos se não forem bem executadas e orientadas. No caso da HCG, ela só pode ser feita com a supervisão médica e o nutricionista elabora a dieta", diz.
Uma dúvida constante da população é sobre a durabilidade do efeito destas dietas. A nutricionista Cristiane explica que a ação da maioria das dietas da moda é temporária porque elas acabam deixando o metabolismo lento pela restrição calórica severa ou pela deficiência de nutrientes. "E sempre que um grupo de alimentos é restringido ou a dieta muito restritiva em calorias e a pessoa volta a se alimentar normalmente, o corpo sente e o peso perdido vai sendo recuperado."
Perda de peso
A atriz Lívia Castro diz que já praticou diversas dietas. "Pratiquei a do leite, que passava dias só tomando leite, não funcionou. Da sopa, que era vários dias de sopa, que também não funcionou. Das frutas, USP, detox, da água de berinjela. Na maioria das vezes não tive nenhum benefício, senti fraqueza, enjoos, dores de estômago e cabeça", explica.
Lívia esclarece que só em uma dieta que realizou observou mudanças. "A Dukan, que é a base de proteínas e que foi a que realmente me trouxe resultados.  (Com a dieta Dukan) eu tive benefícios, eu perdi 18 quilos em quatro meses, minha disposição melhorou, não senti nada do que era comum sentir nas outras. Só que tripliquei meu consumo de água para não sobrecarregar os rins, por causa da quantidade de proteína ingerida."
Ela explica que abandou algumas dietas antes de concluir, por perceber que elas provocavam efeitos positivos irrisórios, mas que na Dukan pode perceber um efeito duradouro, porém que deseja melhorar ainda mais o corpo. "Após ter eliminado o excesso de peso passei para uma reeducação alimentar aliada a exercícios físicos e tenho colhido bons frutos, apesar de estar no peso certo para a minha altura, eu ainda quero eliminar alguns quilos e tenho conseguido com a reeducação alimentar e as atividades".
Ainda afirma que passou por diversos médicos, e um deles receitou remédios controlados para inibir o apetite, o que provocou muita fraqueza, desmaios e um problema no fígado da atriz. "Perdi muito peso com eles, pois não conseguia comer nada, mas ninguém toma essas coisas para sempre e sem a reeducação alimentar acabei engordando outra vez. Depois passei por outros, mas sempre achava complicada as propostas deles, então saia de lá e fazia do meu jeito e claro, não funcionava. Nessa ultima (Dukan) eu não passei por nenhum médico, mas pesquisei bastante e notei que muito dela era o que eles aconselhavam, cortar açúcar, gordura, me exercitar e principalmente não ter pressa", diz.
Antes ela queria perder muito peso e em pouco tempo, o que gerava ansiedade e fazia com que procurasse as dietas mais radicais. "Hoje eu acho que a direção é mais importante que a velocidade, com paciência e força de vontade dá pra atingir um excelente resultado e de forma permanente."
Lívia garante que "se o objetivo é perder muito peso em pouco tempo, desista! Não vai funcionar". Segundo ela, perder peso é matemático, você precisa queimar mais do que consome, e não vai ser restringindo apenas a um tipo de alimento ou parando de comer que você irá conseguir atingir seu objetivo. Para a atriz, o "segredo não está em não comer e sim em aprender a comer".
Dieta Líquida
A empresária Maria da Conceição Silva pratica a dieta líquida há aproximadamente cinco anos.  Nesse regime as refeições são baseadas em sopas, chás, gelatina diet líquida, leite e iogurte desnatados, verduras e legumes batidos no liquidificador. Ela explica que não consultou nenhum médico antes de começar a dieta e que na primeira vez que a realizou teve hipoglicemia (falta de açúcar no sangue) e procurou ajuda médica, mas que depois desse episódio não teve mais problemas e já chegou a "perder cinco quilos em uma semana".
Conceição afirma que sempre acreditou na redução de peso e medidas através de alimentação saudável e natural, com menos gorduras e frituras, e concede uma recomendação a quem faz ou pretende fazer dieta. "É preciso ter bom senso na escolha da dieta, tomar bastante água e não ultrapassar seus limites para que ao invés de trazer benefício para a sua saúde, faça o contrário prejudicando seu organismo. A dieta líquida da qual sou adepta é preciso disciplina e não é recomendado que se ultrapasse cinco dias num mês", cita.
Saiba Mais
Principais dietas
Dieta da papinha de bebê 
A dieta consiste em consumir 14 potes de papinhas industrializadas ao longo do dia e, à noite, comer um jantar leve com peixe e salada. 
Dieta do tipo sanguíneo
Consiste em traçar quais alimentos podem e quais não podem ser ingeridos por cada pessoa de acordo com o tipo sanguíneo dela. 
Dieta da proteína ou Dukan  
Esta famosa dieta envolve diminuir os carboidratos, inclusive as frutas em um primeiro e segundo momento da alimentação, e consumir mais proteínas e gorduras. Ela consiste em quatro fases. A primeira é o ataque, momento de perda de peso rápida no qual o único carboidrato que pode ser ingerido é uma colher de sopa de farelo de aveia por dia. A segunda fase é o cruzeiro, envolve perda de peso constante e é mantida até conquistar o peso desejado, o único carboidrato que pode ser ingerido são duas colheres de sopa de farelo de aveia. A consolidação, momento no qual o objetivo é manter o peso conquistado e os carboidratos passam a ser inseridos na dieta de maneira moderada. A última fase é a estabilização, durante toda a vida a pessoa terá um dia da semana no qual irá ingerir somente proteínas. 
Dieta do vinagre de maçã  
Envolve tomar uma dose, o equivalente a 50 ml, de vinagre de maçã por dia antes de uma refeição. As celebridades alegam que o líquido contribui para o emagrecimento. 
Dieta da USP  
Apesar do nome, essa dieta não tem nenhuma relação com a Universidade de São Paulo. Seus criadores apenas se aproveitaram do nome para dar uma falsa credibilidade à dieta. Ela possui um cardápio padrão de uma semana, sendo repetida uma vez. Deve ser seguida rigorosamente em seus alimentos e horários. Utiliza principalmente carnes e ovos, frutas e vegetais.
Dieta dos Sucos  
Consiste em beber exclusivamente sucos de frutas e hortaliças, podendo também acrescentar as frutas e hortaliças in natura.

Fonte: Nutricionista Cristiane Spricigo de Lima

tudesttetica